Rodolffo tem crescimento no Spotify depois de acusações de homofobia

46
views

Este portal sabe reconhecer quando errou. Na semana passada publicamos uma matéria dizendo que atitudes LGBTfobica de Rodolffo poderiam levá-lo a eliminação Big Brother Brasil. Mas além de ter sido escolhido pelo público para permanecer no jogo, o sertanejo tem apresentado crescimento no Spotify.

Na playlist Top 50 Brasil, atualizada diariamente, a dupla do cantor aparece duas vezes com as canções Batom de Cereja, ocupando o topo da lista, e Só de Sacanagem, que está em 33º lugar. Ambas já ocupavam essas mesmas posições no atualização de ontem, sendo que Batom de Cereja teve 1.371.077 reproduções nas últimas 24 horas.

Outra playlist que mostram as canções mais ouvidas no Brasil, mas atualizada apenas nas sextas-feiras, a canção Batom de Cereja também aparece em primeiro lugar com 8.593.318 reproduções.

Por fim, na parada semanal de álbuns da plataforma, também atualizada todas as sextas-feiras, Israel & Rodolffo aparecem em primeiro lugar. O Aqui e Agora foi lançado em janeiro deste ano.

Rodolffo diz ter nojo de atitudes de Gilberto

Não bastassem as falas e atitudes que o cantor vinha apresentando, no último sábado (27), durante uma conversa com Viih Tube, Rodolffo usou a palavra nojo para descrever o que sentia pela postura de Gilberto. Mais uma vez ele falou sobre os “gritos” do participante que é assumidamente gay e tem trejeitos afeminados.

“Ele acha bonito esse negócio de cachorrada. Eu detesto confusão e gritaria, não gosto desse negócio de cachorrada, de gritaria. Tenho nojo disso. É horroroso o que ele faz, tenho pavor”, apontou.

Vitória acrescentou que o cantor teria tomado “ranço” de Gil e ele confirmou, sem dar mais detalhes.

Ao contrário da última semana, quando Rodolffo estava no paredão e tinha chances claras de sair, as enquetes sobre o Big Brother mostram que Sarah deve ser a eliminada.

Comentários

Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR