Pesquisa diz que 25% do LGBTI usam pronomes neutros

79
views

No último mês de julho o Dentro Do Meio publicou um vídeo e uma matéria especial em comemoração ao Dia do Orgulho Não Binário. Dentre outros temas, falamos sobre o uso de pronomes neutros, que ainda não é muito respeitado no Brasil. Mas ao que parece os jovens norte-americanos já estão mais preparados para adaptação.

Um estudo feito pelo The Trevor Project mostrou que, por lá, 25% dos jovens têm escolhido se identificar com pronomes que mesclam ele e ela. Na língua inglesa é comum que pessoas não binárias usem they/them para falar de si – isso porque o plural anula o gênero englobando masculino e feminino.

Embora os números, que podem ser vistos com detalhes aqui, mostrem que a maioria esmagadora ainda se identifique como ele ou ela, é possível perceber que cada vez mais pessoas estão se sentindo a vontade para expressar o gênero da maneira que mais se adeque a elas.

No português a coisa é ligeiramente mais complexa, uma vez que boa parte do idioma foi construído pensando na binariedade. Existe plural para eles e também para elas, ou seja, não conseguimos isolar o gênero como os norte-americanos e, por isso, não é incomum ver pessoas não binárias falando de si como elu, eli ou outro pronome.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR