OnlyFans não confirma fim de conteúdo adulto; rumores sobre proibição ganharam as redes

708
views

Conhecida por revolucionar o mercado adulto e dar mais liberdade para criadores de conteúdo explícito, o OnlyFans viu o nome da companhia envolto num forte rumor de que baniria conteúdos explícitos da plataforma. Sites renomados com Variety e G1 republicaram um suposto comunicado que, além de não ter sido divulgado pela empresa em nenhuma fonte oficial, tem sido desmentida aos criadores de conteúdo pela equipe de suporte. O Dentro Do Meio tentou contato com a plataforma, mas ainda não teve retorno.

De acordo com a suposta nota oficial, outubro seria a data limite para que os criadores deixem de postar conteúdos sexualmente explícito. As nudes ainda seria permitidas, mas teriam novas regras para serem publicadas na plataforma. “Para garantir a sustentabilidade da plataforma a longo prazo e continuar a hospedar uma comunidade inclusiva de criadores e fãs, devemos desenvolver nossas diretrizes de conteúdo.”.

A sustentabilidade citada teria relação direta empresas bancárias que, a exemplo do que fez com a Porn Hub, estariam fazendo pressão para que o OnlyFans dessem mais garantias de segurança sobre o que é publicado. Vale lembrar que a empresa já tinha feito uma mudança para evitar que houvesse postagens em que só um dos envolvidos estivesse ciente. Regras mais recentes só autoriza publicações em que as duas pessoas tenham conta na plataforma.

O brasileiro Blessed Boy foi dos criadores de conteúdo que compartilhou um e-mail que recebeu na plataforma sobre o assunto. Nas imagens, o suporte do OnlyFans reforça os canais oficiais nos quais costuma se pronunciar sobre mudanças e diz que comunicará os usuários sempre que uma mudança estiver por vir. No twitter, uma usuária que se identifica como Mia K. Teen compartilhou uma postagem semelhante.

Alternativas para conteúdo

Mesmo sem a confirmação oficial, muitos criadores de conteúdo adulto já estão procurando por outras plataformas para continuar a vender fotos e vídeos. Uma das mais mencionadas e a segunda em tráfego quando o assunto é conteúdo explícito, a Just For Fans aproveitou a situação para divulgar um comunicados nas redes.

Na nota, eles dizem que algumas companhias usam trabalhadores do sexo para conquistar alguns objetivos e depois os abandona. “Nós somos um site pornô. Isso nunca vai mudar e nós não estamos interessados no ‘mainstreaming’.”. Nos comentários, no entanto, os usuários reclamam da taxa de 30% cobrada dos criadores de conteúdo.

Outra plataforma que aproveitou as informações divulgadas para se promover foi a 4MyFans, do ator Austin Wolf. Em vídeo postado no twitter eles explicou que é possível importar todo conteúdo do OnlyFans e que sabia que mais cedo ou mais tarde isso poderia acontecer. Assista em inglês.

On Now Play e Privacy, que foi pauta de uma matéria especial aqui no Dentro Do Meio e já estava em busca de aumentar o número de criadores de conteúdo, também foram lembradas. Vale lembrar que alguns artistas passaram a ingressar no OnlyFans, mas sem a intenção de publicar conteúdo sexualmente explícito. Para algumas pessoas, esse é o motivo para a plataforma abandonar trabalhadores do sexo.

Comentários

Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR