Instagram vai banir publicidade de “cura gay”

10
views

Embora a violência contra LGBTs seja muito grande no Brasil, tem coisas que podemos nos orgulhar demais: como o fato de ser terminantemente proibida as sessões de “cura gay” ou “terapia de conversão”. No exterior há algumas exceções que, de modo geral, analisam idade e religião.

+ Miley Cyrus abandona igreja por causa de “cura gay”

Como o método não é completamente proibido, mesmo que a OMS já tenha determinado que não há nada de errado com gays e transexuais, não existia nada que impedisse o Instagram de promover anúncios de cura gay. Digo, nada além do bom senso que claramente falta ao Zuckerberg nestes casos.

Mas ao que parece o boicote que o Facebook está sofrendo de grandes marcas durante o mês de julho tem surtido efeito e fazendo com que a empresa reveja algumas políticas, dentre elas, a promoção da “cura gay”.

“Não permitimos ataques contra pessoas com base em orientação sexual ou identidade de gênero e estamos atualizando nossas políticas para proibir a promoção de serviços de terapia de conversão”, contou Tara Hopkins, diretora de polícias do Facebook à BBC.

Embora na teoria a suspensão de publicidades sobre o tema já tivesse sido anunciada, a partir desta sexta-feira (10), qualquer menção ao assunto também poderá ser suspensa e o autor das postagens poderá ser banido das redes de Zuckerbeng.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR