Famílias de gays assassinados processam polícia de Londres

278
views

Quatro famílias estão processando a polícia de Londres por não ter capturado um serial killer de homossexuais antes que ele cometesse os assassinatos. O preço pedido pelos 17 familiares dos mortos gira em torno de £200.000,00, equivalente a R$798.123,45 .

+ Quase 6 a cada 10 gays brasileiros já sofreram discriminação em aplicativos de encontro

Steven Port atraía as vítimas através de aplicativos de encontro, as drogava e depois as matava. O primeiro caso aconteceu com Anthony Walgate em 2014 e embora a polícia tenha chegado ao assassino, ele não foi preso ficando livre para cometer mais 3 homicídios.

Steven forjou uma carta de suicídio de Anthony logo após cometer o assassinato para despistar os polícias que acreditaram na veracidade da carta.

“Eu me pergunto: e se fosse eles fossem quatro garotas o caso seria diferente? Se fossem todos garotas que foram mortas em circunstancias suspeitas, eu acho que a mídia teria feito uma cobertura maior e as investigações por parte dessa polícia homofóbica teria sido diferente”, afirmou a mãe de Anthony ao Gay Star News.

As mortes de Anthony Walgate, Gabriel Kovari, Daniel Whitworth e Jack Taylor aconteceram num espaço de 15 meses.

Comentários