Embaixador polonês nega que LGBTs sejam desrespeitados no país

17
views

Não é nenhum mistério que LGBTs poloneses estão passando por maus bocados no país. Além da perseguição do governo, que luta para instaurar áreas livres de LGBT, religiosos chegaram a sugerir um centro de concentração para “curar” a sexualidade das pessoas.

+ Bispos poloneses sugerem “Campo de Conversão” para LGBTs

Por conta das ações recentes, 50 embaixadores de diferentes países assinaram uma carta endereçada ao representante da Polônia demonstrando preocupação com a população LGBT local.

“Expressamos nosso apoio aos esforços para aumentar a conscientização pública sobre as questões que afetam a comunidade lésbica, gay, bissexual, transgênero e intersexual (LGBTI) e outras comunidades na Polônia que enfrentam desafios semelhantes”.

Como resposta, o primeiro-ministro Mateusz Morawiecki se fez de bobo e disse que não há desrespeito com ninguém na Polônia. “Caros embaixadores, só posso dizer que a tolerância está no DNA dos polacos. Ninguém precisa nos ensinar a tolerância”.

Vale lembrar que há poucas semanas atrás, a polícia prendeu muitos ativistas LGBT.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR