Deputado húngaro homofóbico é preso em orgia gay

133
views

Conhecido pelo discurso de “proteger a família” contra pessoas LGBTI, o eurodeputado húngaro József Szájer foi preso no último sábado (27) ao ser surpreendido furando a quarentena em uma orgia gay com 25 participantes. Ele renunciou ao cargo na última terça para tentar conter o escândalo.

+ Contrariando o STF, deputado propõe lei transfóbica

Por conta do coronavírus, medidas contra aglomeração estão sendo denunciadas e contidas pela polícia. As autoridades foram chamadas e dizem ter encontrado álcool no local e drogas nos pertences de Szájer, que negou o uso de “psicotrópicos”.

“Eu não usei drogas e me ofereci para que os policias fizessem testes que comprovassem isso. A polícia disse tinha ecstasy nas minhas coisas, mas aquilo não era meu. Não sei quem colocou aquilo lá. Sinto muito por ter quebrado as regras sobre reuniões, foi irresponsável da minha parte”, escreveu em comunicado a imprensa.

Ainda de acordo com a versão compartilhada pela imprensa local, o agora ex-deputado tentou fugir quando a polícia chegou, mas foi visto se esgueirando pela sarjeta, quando foi preso. Ele foi liberado no dia seguinte.

“Peço desculpas à minha família, aos meus colegas e aos meus eleitores. Esse passo em falso foi estritamente pessoal, sou o único responsável por isso. Peço a todos que não o estendam à minha pátria ou à minha comunidade política”, continua a nota de renúncia

Com informações do jornal belga La Dernière Heure.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR