Democratas declaram guerra a lei transfóbica de Trump

31
views

Os partidos Democrata e Republicano, algo como esquerda e direita nos Estados Unidos, estão sempre travando alguma batalha e, embora não seja a primeira vez, agora estão mirando no direito de pessoas trans servirem ou não as forças armadas norte-americanas.

Para quem não se recorda, em julho de 2017 o presidente Donald Trump anunciou que transexuais não poderiam mais servir o exército, mas uma recente decisão da Suprema Corte dos Estados Unido coloca em xeque a proibição feita por Trump.

Anunciado em abril de 2019, o julgamento sobre discriminação de pessoas LGBT no trabalho foi concluído apenas em junho deste ano. Em decisão história, a Suprema Corte Norte Americana entendeu que a Lei Civil de 1964 também protege gays e transgêneros e que qualquer empregador que demita um individuo com base em orientação sexual e identidade de gênero “desafia a lei”.

E é justamente nessa decisão que os democratas estão se baseando para travar uma nova batalha contra Trump. Deputados já encaminharam cartas para administração do presidente republicando dizendo que no caso de uma ação judicial sobre o tema, pessoas trans sairiam vencedoras e por isso é mais indicado que proibição seja suspensa imediatamente de maneira mais rápida.

“Prolongar o litígio diante de uma derrota quase certa e, assim, prolongar a política existente, continuará a causar sérios danos às pessoas trans que procuram servir nosso país e àquelas que já servem enquanto vivem nas sombras, suportando o dano dignitário de que serem quem eles são é um fardo”, diz um trecho da carta.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR