Conselho Europeu pressiona Polônia para mudar abordagem contra LGBTs

53
views

A Comissária para os Direitos Humanos do Conselho Europeu cobrou, em um memorando para direcionado à Polônia, que o país deixasse de perseguir pessoas LGBTs. Desde as eleições, o governo local tem se apropriado de discursos bastante conservadores.

No memorando, a comissária Dunja Mijatović diz estar “profundamente preocupada com a propagação de narrativas homofóbicas negativas e inflamatórias por muitos funcionários públicos na Polônia, incluindo pessoas nos mais altos escalões do governo”.

Dentre outras coisas, as autoridades polonesas tem dito que alguns lugares do país são “zonas livres de LGBT” enquanto alguns bispos sugeriram que houvesse um “campo de conversão” para pessoas LGBT. Mas oficialmente, o governo nega que tenha algo contra essa população.

“A retórica estigmatizante costuma ser acompanhada de perseguição e intimidação de ativistas LGBT+ pelas forças de segurança e pelo Ministério Público”, diz outro trecho do memorando que foi contestado pelo governo polonês.

Em resposta, eles disseram que “as atividades da polícia nunca poderiam ter sido consideradas assediadoras ou intimidadoras e resultaram apenas do respeito à legislação em vigor”. Vale lembrar que as autoridades se valem da constituição vigente, que diz que casais só são formados por homens e mulheres.

Com informações d’O Globo.

Comentários

Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR