Chechênia quer processar jornal que revelou campo de concentração gay

127
views

As autoridades da Chechênia estão estudando processar o jornal que revelou o campo de concentração em que gays estariam sendo torturados e mortos no país. Apesar de dezenas de denúncias e evacuações com ajuda de militantes, o ministro Ruslan Alkhanov disse que não há nenhuma evidência de que possa existir um campo de concentração no país.

+ Vladmir Putin diz que vai investigar mortes e torturas homofóbicas na Chechênia

“Eu ordenei uma investigação que não encontrou nenhuma prova objetiva que fundamentasse as informações difundidas nos veículos de comunicação”, disse Alkhanov ao comunicar que a República da Chechênia vai processar o Novaya Gazeta.

O ministro também disse que a polícia e uma linha especial criada para receber denúncias sobre o campo de concentração não receberam nenhuma informação ou chamado e, por essa razão, ele acredita que as notícias são fantasiosas e fabricadas para desacreditar o governo checheno.

Comentários