Autoridades da Holanda falam sobre acusação de homofobia de Douglas Souza

7729
views

Na semana passada, o jogador de vôlei Douglas Souza usou as redes sociais para denunciar um suposto caso de homofobia no aeroporto da Holanda, mas autoridades locais fizeram questão de esclarecer que não houve discriminação e que a demora na liberação do atleta tinha a ver com protocolos adotados para deter o avanço da pandemia.

“Atualmente, existe uma proibição de viagens entre o Brasil e a Holanda. Passageiros do Brasil só podem entrar na Holanda quando se enquadram em uma das categorias de isenção ”, explicou Mike Hofman, porta-voz do aeroporto nos assuntos referentes ao controle de bordo em nota enviada ao site Queerty.

Ele ainda esclareceu que em muitas vezes a verificação é feita em duas etapas, o que leva mais tempo do que o normal e enfatizou que várias outras pessoas que viajaram no mesmo voo que Douglas tiveram que aguardar o resultado da segunda etapa da verificação que dessa vezes durou, em média, 6 horas.

“Obviamente, a orientação sexual do Sr. Souza não teve nada a ver com esses cheques. Nossos policiais devem tratar a todos de maneira respeitosa, independentemente da orientação sexual. Se o Sr. Souza sentir que não foi tratado de forma adequada, pedimos que ele apresente uma reclamação ”, finaliza a nota.

Comentários

Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR