Após aceno positivo, igreja proíbe benção para união gay

53
views

O Dentro Do Meio vem noticiando acenos positivos da igreja católica para população LGBTI, no entanto, uma nota publicada pela Congregação para a Doutrina da Fé nesta segunda-feira (15) voltou a azedar a relação que parecia estar caminhando para um lugar de mais aceitação. Aprovado pelo Papa, o comunicado proíbe bençãos para uniões de casais do mesmo gênero.

Num primeiro momento, a proibição parece vir de encontro com as declarações do Papa Francisco que, em outubro de 2020, defendeu a união civil entre pessoas do mesmo gênero. No entanto, pouco tempo depois que a defesa se tornou pública, a igreja já tinha deixado claro que não apoiava o casamento, mas era a favor de garantir direitos civis.

O comunicado reforça mais uma vez a ideia de que casamento é uma instituição sagrada que serve apenas para procriar e estende a proibição para benção no caso de união de casais hétero. “Não é lícito dar uma bênção a relacionamentos, ou parcerias, mesmo estáveis, que envolvam atividade sexual fora do casamento”, diz um trecho da nota.

A seguir, o texto diz que esse entendimento da igreja não deve servir para discriminar ou deixar de acolher pessoas homossexuais na igreja e confirma que ainda considera como pecado o que eles classificam como “escolha”. Você pode ler a integra do comunicado clicando aqui.

Comentários

Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR