Paul Wagner volta para o pornô depois de acusação de assédio

3291
views

O ator pornô Paul Wagner voltou para frente das câmeras sete anos depois de decidir parar de atuar. Neste meio tempo, mais especificamente em 2019, Wagner, que passou a trabalhar como diretor na MEN.com, chegou a ser acusado de assédio e estupro pelo ator Cyrus Stark.

Na versão de Stark, Paul foi extremamente antiprofissional, o enganou para assinar documentos, o fez gravar as cenas que causaram cortes e depois o obrigou a fazer cenas de sexo enquanto sangrava. Para finalizar, Paul não teria pago o valor combinado para as gravações e expulsado Stark do hotel. Apesar de alegar todas essas coisas, Cyrus não formalizou as acusações deixando tudo nas redes – já excluídas. Você pode ler detalhes da história contada pelo ator, em inglês, clicando aqui.

Na época, Wagner respondeu as acusações dizendo que não houve nenhum episódio de abuso e que o antiprofissional era Cyrus. Ele pontuou que trabalhava a anos ocupando a posição de diretor e que nunca haviam surgidos rumores contra ele, além de pontuar que o ator levou o namorado escondido para a cidade das gravações, tentou fazer a produtora para pela viagem do parceiro e acomodou o hospede extra no quarto que deveria ser divido com outro ator.

Paul não entrou em detalhes sobre os cortes sofridos por Stark, mas revelou que o ator acabou ejaculando antes da hora e por essa razão as gravações foram estendidas para além do planejado. No entanto, ele garantiu ter como provar que todos os pagamentos foram feitos de acordo com o combinado antes das filmagens.

Assim que as acusações chegaram a imprensa a produtora MEN.com emitiu um comunicado se comprometendo a investigar a história e dizendo que providências seria tomadas para responsabilizar os culpados. Muito embora a empresa não tenha voltado a se pronunciar sobre o assunto, é possível perceber que Cyrus Stark nunca mais gravou nada com a MEN, enquanto Paul Wagner não só continuou trabalhando como diretor como também voltou a atuar na primeira quinzena de maio.

Comentários

Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR