Meninos Online rebate acusações de financiamento a pirataria

449
views

Durante o último final de semana a produtora Meninos Online usou as redes sociais para publicar um comunicado oficial falando sobre as acusações de financiamento a pirataria.

+ As transformações do mercado pornô nacional

Nele, é possível ler “não daremos palco para oportunistas que querem manchar nossa reputação”, mas não fica muito clara a razão pela qual o comunicado foi emitido.

Na última quarta-feira (4), o Dentro Do Meio procurou pela produtora para entender melhor a situação e soube que a empresa que teve problemas com o ator Victor Ferraz foi a responsável pelas acusações.

Em uma nota interna divulgada para equipe, essa empresa proíbe, temporariamente, trabalhos com outros atores que tenham contrato com a Meninos Online sob a justificativa de que a produtora estaria vazando vídeos das concorrentes.

“A PRODUTORA MENINOS ONLINE ESTA FINANCIANDO (PAGANDO) SITES QUE COMPARTILHAM E VAZAM VÍDEOS PRIVADOS DE TODAS AS PRODUTORAS E INCLUSIVE DE ONLIFANS (sic) DE VÁRIOS ATORES E ATÉ DOS ATORES DELES MESMO”, diz parte da nota que o Dentro Do Meio teve acesso.

Foi neste contexto que o comunicado da Meninos Online foi criado. Em conversa com a nossa equipe, a produtora explicou que tal com a Men.com, Lucas Entertainment, Bel Ami e outras, paga por tráfego de publicidade, mas isso não configura em financiar pirataria.

Enquanto o financiamento seria pagar diretamente para sites que publicam vídeos sem autorização, a Meninos Online explicou que paga por banners de publicidade que são distribuídos aleatoriamente pela internet podendo aparecer no XVideos e no RedTube.

“A responsabilidade de postar vídeos é do xvideos e não nossa, nós somos a empresa mais visada na pirataria, a q mais sofre, e eles levantaram essa história”, explicou um porta-voz Meninos Online.

Ele ainda enfatizou que os cerca de 70 atores que trabalham com a produtora são livres para gravar conteúdo próprio e que considera os ataques da concorrente pessoais, extremamente graves e que cobrarão indenização por calúnia e difamação.

Abaixo você confere a íntegra do comunicado emitido pela Meninos Online.

Comentários

Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR