Baile de Alegoria mostra evolução de Gloria Groove

332
views
Gloria Groove no Baile de Alegoria na Audio Club

Gloria Groove voltou para o palco da Audio Club na última sexta-feira (20) para apresentar o Baile de Alegoria, show especial descrito como “a cartada final” do EP visual Alegoria. A apresentação foi pensada para ser diferente das que a cantora estava apresentando com a turnê Fase 3.

Outras entrevistas exclusivas

+ Pabllo Vittar fala sobre importância da Parada LGBT

+ Jaloo comenta esteriótipos do mundo gay

E por falar em diferente, muito mudou desde o lançamento Dona em janeiro de 2016. Gloria passou de uma talentosa drag cantora para se tornar uma das maiores artistas brasileiras da atualidade. Hoje, é impossível pensar no cenário pop sem lembrar de GG.

Questionada sobre algumas dessas mudanças, a dona de Bumbum de Ouro disse que nunca abandonou a militância. “Não tem como negar que eu sou aquilo, eu sou ‘O Proceder’, eu sou ‘Dona’ e ‘Império’. Minha experiência como drag se destaca primeiro por causa daquilo porque eu queria me destacar enquanto uma pessoa que fazia um estilo diferenciado”, disse a cantora com exclusividade para o Dentro do Meio.

A prova disso, inclusive, é o clipe de A Caminhada que Gloria exibe nos primeiros minutos do show. A cantora não esconde o orgulho que sente de ter entregue algo tão emblemático nessa fase política que o Brasil atravessa. No camarim, ela convidou todo mundo para assistir ao vídeo e fez o mesmo no palco.

Covers e parcerias

Nos últimos 3 anos, mudaram também os arranjos e as quantidades de covers no show da GG. Por conta de diversos lançamentos e parcerias, Gloria tem material o suficiente para se reinventar sempre que quiser e é por isso que Fase 3 e Baile Alegoria são diferentes.

Os covers, inclusive, ficaram nas baladas. Talvez por Gloria só ter explorado esse estilo em Apaga a Luz. É justamente nessas baladas que a cantora consegue mostrar mais do alcance e das extensões de sua voz. “Eu posso ser várias Glorias. Acho que a experiência drag é justamente sobre isso, eu tenho a liberdade enquanto visual e enquanto som de diversas maneiras”, comentou.

Monna Brutal foi escalada para participar de Baile de Alegoria, esse momento do show, inclusive, mostra as que, de fato, Groove está comprometida em ser várias. Se no começo do show ela mostra que ama pop quebradeira e depois mostra como ama baladas românticas, como Monna GG mostra que não esqueceu que cresceu na Vila Formosa.

Carreira internacional

Baile de Alegoria não deixa nada a desejar para produção de shows gringos. Gloria sabe disso e planeja investir ainda mais em apresentações fora do Brasil. “Minha dúvida é: será que a carreira internacional começa quando a outra língua começa ou será que em português eu também posso fazer sucesso interacionalmente”, indagou.

Além dos shows pela Europa, Gloria já conseguiu colocar o pé na carreira internacional com a canção Evapora que ela assina a co-autoria com Iza. A canção, vale lembrar, também conta com os vocais de Ciara.

Embora não tenha feito um cover dessa música nesse show, GG não perdeu a oportunidade de exaltar Iza e a amizade das duas. Já na última parte do show, a cantora disse, antes de cantar Yoyo, que vê a dona de Talismã como uma personificação de Deus.

Yoyo, inclusive, foi a canção que apresentou a turnê Fase 3, por isso, nada mais justo do que terminar o show com ela, né?

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR