“Trabalhar com atores héteros também é diversidade”, diz diretor da MeninosOnline

3226
views

Quem assiste conteúdo adulto para homens gays na internet e procura por caras mais padrões, com certeza já deve ter visto algo do MeninosOnline, estúdio pornô localizado em São Paulo, que já revelou grandes nomes da indústria como Léo Felipo, Kadu Castro e Fábio Ferraz.

Com mais de 15 anos no mercado erótico, a MeninosOnline está em sua melhor fase. Com mais de 400 cenas lançadas e um elenco que mescla rostos conhecidos com novos talentos, a produtora referência no gênero tem focado em elevar a qualidade de suas produções e entregar o melhor para seus assinantes. Entre as estratégias está o lançamento de dois filmes por semana, todas às terças-feiras e quintas-feiras no site oficial meninosonline.net.

Quem contou isso e muito mais foi Felipe Mol, diretor e porta-voz da produtora, em uma entrevista exclusiva para o Dentro do Meio. No bate-papo falamos sobre diversidade, novidades e polêmicas envolvendo ator pornô dos MeninosOnline que foi preso e sobre uma treta com uma outra empresa do ramo, mas já te adianto que ele não lembra muito bem o nome deles… Vem conferir:

Dentro Do Meio: Recentemente, vocês lançaram um filme chamado “Éramos Gays” (em referência a novela “Éramos Seis”). Vocês estão pensando em investir em paródias como as produtoras gringas?
Felipe Mol: Nós já fazemos essas referências há muitos anos como uma forma bem humorada de brincar com as produções. Na época da novela “Verdades Secretas” (2015), tivemos várias referências nas cenas, mas não dá para afirmar que só fazemos esse tipo de produção com paródias.

Dentro Do Meio: No site da produtora é possível que as pessoas se inscrevam para gravar com vocês. Pessoas fora do chamado “padrão” (gordinhos, peludos, trans, etc) costumam se candidatar?
Felipe Mol: Todos os tipos de perfis se inscrevem anualmente, muitos afirmam ser seu maior sonho gravar para o MeninosOnline. Queríamos poder abraçar todos os tipos, mas o público geral gosta do nosso perfil. Você pode ver diretamente no site, olhando nossos atores e nossas cenas, esse é o perfil que o assinante quer ver conosco. Existem vários estilos de sites/produtoras. Acho que a diversidade pode ser vista em vários sites inclusive no nosso, mas existe mercado e estilo para todos. Nosso objetivo é entregar o que tem de melhor para o nosso assinante.

Dentro Do Meio: Os assinantes já cobraram esse tipo de diversidade no elenco de vocês?
Felipe Mol: Não diretamente, mas uma mensagem na DM das redes sociais às vezes chega. E adoramos isso, lemos tudo, e acatamos tudo de forma consciente.

Dentro Do Meio: Ainda falando sobre diversidade, recentemente, vocês lançaram uma cena protagonizada por dois atores mestiços. Mesmo sabendo o perfil padrão que trabalham, vocês têm noção de quantos atores não-brancos (negros, asiáticos, indigenas, etc) possuem?
Felipe Mol:
Nós não temos nenhum preconceito ou restrição com relação a raças, pelo contrário, nós gostamos muito de pessoas diferentes. Sejam negros, japoneses, brasileiros, loiros, morenos… Não importa a raça e sim o sex appeal e o dom. Como trabalhamos com muitos atores simultaneamente, não tenho esse número ao certo, mas temos sempre buscando diversificar mais e mais para atrair mais públicos diferentes! Nossa intenção é conseguir agradar a maioria nas suas buscas.

Dentro Do Meio: No elenco dos Meninos Online existem os famosos Gays-4-Pay (Gays por Dinheiro) como o Diego Mineiro e o Erick. Como é feita a seleção deles?
Felipe Mol: Eles são pessoas incríveis de trabalhar, mesmo tendo suas opções sexuais bem claras como héteros, já tivemos outros desse perfil, e desde que não se tenha preconceito, nós não temos nenhum problema com relação a isto. É um fetiche muito buscado, com certeza ambos nomes são os mais conhecidos do país e não seria à toa. Conhecemos bem o perfil e achamos que a liberdade de poder trabalhar com eles também nesse meio é uma forma de diversidade também. Quem não se lembra do Iziz? Ele era um Romeno casado com uma brasileira que fez muito sucesso no Brasil dentro da nossa produtora e com certeza fez parte do grande estouro da indústria na época.

Dentro Do Meio: Falando em héteros, Rodrigo Lorenzo era uma das estrelas da produtora. Como vocês reagiram com a notícia da prisão dele? O contrato foi rescindido?
Felipe Mol: Foi uma grande surpresa pra gente, era um ator muito dedicado e correto na época. Mas quando a notícia de que ele foi preso saiu na grande mídia (Globo, Record, Band etc) já tínhamos encerrado o contrato há mais de 2 anos. Algumas cenas dele que foram lançadas depois da notícia eram de material antigo que ainda não tinha sido lançado. Muitas vezes fazemos isso e guardamos cenas de grandes nomes quando encerra o contrato para podermos fazer lançamentos no futuro como “surpresa”. Com relação a notícia negativa, não afetou a gente, pelo contrário, tivemos um boom de assinaturas devido a grande exposição dele na mídia.

Dentro Do Meio: No ano passado, vocês nos contaram sobre um problema com uma outra produtora que os acusou de financiar pirataria. Rolou processo?
Felipe Mol: ID? “I Don’t know them” (Não os conheço)

via GIPHY

Dentro Do Meio: O DJ e ator pornô internacional Diego Summers gravou algumas cenas com vocês. Existe planos de gravar com outros nomes de fora? Pode adiantar algum nome?
Felipe Mol: Sim. Foi uma experiência incrível de aprendizado e muito legal na época. Gravamos em 2018 e 2019 com ele, assim como fizemos outros especiais também com outros nomes famosos da Europa. Nesse momento, estamos muito felizes com a grande variedade de ótimos atores brasileiros que estão trabalhando conosco, então não temos nada agendado com estrangeiros, mas pode acontecer sim, embora o foco hoje seja investir no nosso Brasil mesmo que está muito bom e aberto ao mercado adulto.

Dentro Do Meio: Só pra finalizar, tem alguma novidade ou alguma coisa que vocês querem divulgar?
Felipe Mol: No último ano investimos muito em equipamentos novos, equipamentos que nenhuma produtora no Brasil tem. As produções estão muito mais interessantes, contratamos quase o dobro de colaboradores para ajudar a suprir a necessidade de manter a qualidade. Estamos com duas atualizações por semana durante todo o ano, terças e quintas. Nossa pós-produção mudou e todos os novos filmes que estão sendo lançados já são da nossa nova fase e vale muito a pena conferir. Quem já conhecia, [não conhece mais] pois mudou e está muito acima do que era antes. A cenografia, produção, enfim, tudo está com nova coordenação, vale a pena conferir o que estamos trazendo de novidades por aí.

Comentários

Felipe Caldas é jornalista em construção criativo e curioso. Ama tudo relacionado a internet, cultura pop e ao universo LGBT.
COMPARTILHAR