Não, seu dentista não sabe quando você fez sexo oral; entenda

10924
views

Viralizou e foi compartilhado por alguns portais LGBTI o vídeo de um dentista que, através do Tik Tok, garantiu que ele e outros profissionais sempre sabem quando os pacientes fizeram sexo oral, mas a história não é bem essa.

+ “Clareamento anal caseiro pode causar queimaduras graves”, afirma dermatologista

+ Y.M.C.A. não é sobre sexo gay, diz compositor

“É porque acontece uma lesão muito característica no céu da boca e essa lesão pode ser de coloração aroxeada, avermelhada, rosa… E é de uma cor diferente do ceu da boca, redondinha e fica lá no fundo da garganta. Tem até um nome específico: felação”, afirma o profissional Augusto Gerin na gravação.

No entanto, outros dentistas consideraram a afirmação de Gerin bem alarmista, já que são necessárias condições bem específicas para que seja positivo identificar que houve sexo oral.

“Primeiro que felação não é o nome da lesão, mas sim o ‘nome médico’, vamos chamar assim, que se dá ao sexo oral e até existe uma lesão no céu da boca causada por felação, mas não é tão comum”, explicou Guilherme Denadai, que é especialista, mestre e doutorando em dentística, com exclusividade para o Dentro Do Meio.

No geral, petéquias no palato ou petéquias palativas (nome técnico das lesões no céu da boca) são geradas por impactos fortes e são, inclusive, indicativos de abuso infantil para dentistas.

Em outras palavras, para que um profissional identifique as lesões é preciso que sexo oral tenha bastante intenso para dizer o mínimo.

“Quando a gente estuda essa parte de lesão de tecidos moles a gente vê que ela pode acontecer especialmente em profissionais do sexo, mas é muito mais por conta da frequência”, esclarece Denadai.

A informação sobre as bactérias também foi dada de forma rasa no vídeo. “A bactéria não vai bater no céu da boca e ficar grudada como se tivesse colada, ela vai se misturar as outras bactérias da sua boca pela saliva e vai ser expelida”, pontuou Guilherme.

Abaixo você confere o vídeo de Augusto Gerin que está sendo compartilhado nas redes sociais:

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR