Eleições 2020: apenas 0,1% dos candidatos são LGBTI

43
views
Foto: Caroline Lima/Tem Que Ter

Apenas 0,1% dos pré-candidatos às eleições 2020 são LGBTI. Este número é um cálculo com base no total de pré-candidaturas registradas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e no total de candidatos autodeclarados LGBTI em levantamento realizado pela Aliança Nacional LGBTI+. Na análise por cargos eleitorais, somente 0,07% são candidatos a prefeito e 0,1% a vereador.

Em números, são 15 pessoas se candidatando ao cargo de prefeito e 569 às vagas de vereador – aproximadamente o dobro das últimas eleições – num total de 533.763 pré-candidaturas. É válido ressaltar que nessa divisão por cargos, a Aliança Nacional LGBTI+ não contou apenas os candidatos autodeclarados LGBTI, mas também pessoas que se denominaram aliadas à causa.

Na análise por partidos, o PT (Partido dos Trabalhadores) é a sigla com mais candidatos LGBTI e apoiadores: são 97 pessoas, o que representa 16,6% do total. Em segundo lugar está o PSOL (15,7%) e, em terceiro, o PDT (14,2%). PSL, DC e PSTU são os partidos com menos candidatos: 1 em cada sigla.

Entre os que declararam sua orientação política, 81,4% são de esquerda (esquerda, centro-esquerda ou extrema esquerda), 12,1% são de centro e 6,5% são de direita (direita, centro-direita ou extrema-direita).

Perfil social: maioria é gay e branca

Sobre quem são essas pessoas LGBTI, 46,8% se identificam como gays, 12,6% lésbicas e 11,8% mulheres trans, sendo a diferença entre a primeira e segunda posição (gays e lésbicas) de 200 pessoas. Essa discrepância é também vista a nível regional: no comparativo de estados, São Paulo é a área com mais candidatos – 24,3% – mais que o dobro do segundo colocado, o Rio de Janeiro (10,6%). Em 3º lugar está a Bahia, com 9,9%.

Reprodução: Aliança Nacional LGBTI+

Outro ponto importante é a autodeclaração de etnia. Cabe destacar que menos da metade dos participantes responderam este tópico: apenas 253 pessoas. Entre essas, a predominância é branca (43,9%), seguida por parda (28,9%), preta (26,5%) e indígena (0,8%).

Acompanhe os candidatos LGBTI

Este levantamento das pré-candidaturas é parte do Programa Voto com Orgulho, uma iniciativa que busca difundir pautas e candidatos LGBTI. Vale destacar que o Brasil não possui monitoramentos governamentais sobre sua população LGBTI, muito menos com recortes políticos.

E se você tem dúvidas sobre quem são os candidatos LGBTI, o Voto com Orgulho pretende disponibilizar uma área com essas informações. Enquanto isso, é possível consultar o site de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais, do Tribunal Superior Eleitoral. Os dados do TSE utilizados nessa reportagem são de consulta realizada nele no dia 10/10, às 17h47, e podem aparecer variações em seus números no comparativo com consultas futuras.

Comentários

COMPARTILHAR