“Até essa confusão, eu ainda trabalhava lá”, diz Victor Ferraz sobre Irmãos Dotados

5252
views

Na semana passada te contamos sobre uma live +18 organizada por Edu Albuquerque, dono da produtora Irmãos Dotados, que terminou depois que a polícia apareceu na porta da casa dele. Muito irritado, o responsável pela produtora disse que Victor Ferraz era o culpado pela visita indesejada dos policiais.

Relembre a história completa

O Dentro do Meio procurou pelo ator para entender a versão dele sobre as acusações de Edu Albuquerque. Vale lembrar que Victor foi revelado, fazia parte do elenco e era um dos rostos mais conhecidos da Irmãos Dotados.

Embora a princípio tenha escolhido não falar do assunto, Victor Ferraz reconsiderou e nos concedeu uma entrevista exclusiva. Além da polêmica, o astro pornô comentou sobre os filmes gravados com produtoras internacionais, os próximos passos da carreira e porque rejeita rótulos. Confira!

Veja mais entrevistas exclusivas com atores pornô

Entrevista com Andy Star

Entrevista com Theo Barone

Dentro Do Meio: Além de ser acusado de enviar a polícia para acabar com a live, também surgiram rumores que você foi o responsável pela saída de Dan Albuquerque da Irmãos Dotados. O que tem a dizer sobre isso?

Victor Ferraz: Olha, sinceramente eu não sei porque as pessoas pensariam isso de mim. O que eu ganharia prejudicando uma pessoa que me ajudou muito na minha carreira, reconheceu meu talento e me desenvolveu como ator?

Sem contar que eu estou em uma fase da minha carreira que exige muito de mim. Tenho projetos pra serem lançados em breve e tô focando minha atenção somente nisso. Não tenho tempo pra vasculhar lives e ficar “dedurando” ninguém. Visível que isso foi uma atitude imatura e infantil, coisas que eu não sou!

Sobre o Dan ter saído da produtora, ele já é crescido e toma suas próprias atitudes. Como vou falar pra alguém sair de um lugar sendo que eu mesmo, pelo menos até essa confusão, ainda trabalhava lá? Meio incoerente isso né?

DDM: Você não teve nenhum desentendimento com a equipe da Irmãos Dotados até essas acusações?

Victor Ferraz: Não. Tanto que assim que retornei da Europa eu gravei dois filmes para Irmãos Dotados.

DDM: Como surgiram os convites para estrelar filmes na Europa?

Victor: Eu cheguei lá fora sem convite. Eu quem mandei uma mensagem para eles e me deram as oportunidades.

DDM: E agora que gravou no Brasil e com produtoras internacionais, quais são os próximos passos da sua carreira?

Victor: Tenho alguns projetos em andamento, mas o que posso adiantar é que em breve meu site Victor Ferraz Internacional vai estar no ar com conteúdos exclusivo. Não serei apenas eu atuando, mas também outros amigos e profissionais da área.

Além de focar nas minhas redes sociais e interagir com meu público, a quem eu sou muito grato pelo carinho e atenção, quero estender esse assunto também pro YouTube. Sim, em breve estará no ar meu canal no YouTube: VICTOR FERRAZ.

Vamos desmitificar esses preconceito com o ator/atriz pornô e vou fazer o que faço de melhor, entreter meu público. Claro que no YouTube não vai ser nada explícito. O que é uma pena, né?

DDM: Fale mais do seu canal no YouTube.

Victor: Vou falar de muitas coisas. Será um canal multiconteúdo. Quero falar da vida pornô, mas vai ser um canal aberto.

DDM: Você continua atuando como garoto de programa e investindo no OnlyFans?

Victor: Sobre os programas, se a proposta for boa, quem sabe? Tem marreta para todo mundo aqui. Por enquanto estou mais com o OnlyFans, mas já estou produzindo conteúdo para o meu site. Quando eu tiver 5 filmes inéditos vou lançar o meu site.

DDM: Com a sua experiência, você tem planos de ter sua própria produtora?

Victor: Acho que isso vem com o tempo e não penso nisso agora. Quero começar administrar meu site e ver que rumo toma. É claro, dando certo quem sabe não criamos uma produtora? Seria uma realização.

DDM: Você já disse que prefere não se rotular, mas como tem uma namorada, muitas pessoas te acusam de estar na industria pornô gay por causa do Pink Money. O que diria para essas pessoas?

Victor: Cara, vejo que nos últimos anos a sociedade tem lutado justamente contra isso: o rótulo. Vejo tanto discurso motivacional falando sobre não se preocupar com rótulos e ser você mesmo, mas, só porque sou ator pornô, eu devo ser rotulado como algo específico?

Por que não posso ser livre na minha sexualidade só porque faço do sexo meu trabalho? É justamente esse preconceito que está me motivando a falar com as pessoas sobre esse julgamento que existe sobre nós, que trabalhamos com sexo. É um projeto que em breve todos vão saber. A dica é: fiquem de olho no meu instagram.

Comentários