Vídeo de Wagner Santiago recebendo cunete da namorada viraliza

3989
views

No twitter não se falou em outra coisa durante a madrugada e manhã desta segunda-feira (9): um vídeo do ex-BBB Wagner Santiago recebendo um cunete da parceira e que originalmente foi feito apenas para assinantes do OnlyFans vazou na internet. Ele já disse que tomará providências legais contra quem espalhou o “conteúdo privado e não é divulgado de maneira proposital”.

A declaração do ator, feita por meio do twitter, vai de encontro ao rumor de quem ele próprio teria vazado um trecho da live para ganhar mais assinantes na plataforma. Wagner criou uma conta no OnlyFans no começo do mês de julho, pouco após uma nude dele vazar.

“Não gostava de ter minha sexualidade reprimida, sempre lutei contra isso. Me sinto à vontade com meu corpo, com minhas vontades e com a liberdade que dou a quem está comigo”, disse em entrevista ao UOL. Ele aproveitou para comentar as críticas por aparecer recebendo o carinho. “Pleno 2021 e as pessoas chocadas com um beijo grego entre pessoas, dispostas, em desconstrução, e felizes pela liberdade que podem dar a seus corpos. Isso é inadmissível”, pontuou.

A exposição, no entanto, não vão diminuir o ritmo das atualizações no OnlyFans. Além de estar procurando pelos responsáveis pelo vazamento, Santiago disse que pretende “ampliar essa discussão sobre a liberdade dos corpos e, ao mesmo tempo, filtrar melhor os assinantes para que vazamentos maldosos não voltem a acontecer”.

“Infelizmente existe essa mania de printar e colocar em grupos. O que é uma tremenda falta de respeito com quem assina [a plataforma OnlyFans] e um imenso desvio de caráter. Repito: ‘Compartilhar conteúdo sexual sem autorização é crime”, pontuou.

Apesar de ter sido compartilhado muitas vezes no início desta segunda, o vídeo começou a ser excluído pelo twitter e pelos próximos usuários após a ameaça de processo, mas é provável que ele volte a aparecer no Xvídeos em breve.

Comentários

Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR