Representação LGBTI na TV cai pela primeira vez desde 2014

37
views

Foi divulgado nesta quinta-feira (14) o relatório anual Onde Nós Estamos Na TV feito pela Gay & Lesbian Alliance Against Defamation (GLAAD) que acompanha o número de personagens LGBTI, sejam eles regulares ou recorrentes, em séries na TV, paga e aberta, em horário nobre, além de redes de streaming como Netflix, Prime Video e Apple TV.

+ Deputados de esquerda votam contra inclusão de mulheres trans

Nos dados deste ano houve uma queda já esperada por conta da pandemia mundial. A representação LGBTI na TV aberta norte-americana caiu de 10,2% (o maior número registrado) para 9,1% quando se trata de personagens regulares. Essa é a primeira queda desde 2014.

O estudo mostra que, somando regulares e recorrentes, há um total de 101 personagens LGBTI na TV aberta atualmente. Na TV paga são 118 personagens e o maior registo está nas plataformas de streaming com 141 personagens. Apesar da queda no número de LGBTI, houve aumento na diversidade racial.

Outro aumento registrado foi no número de bissexuais que saltou de 26% para 28%. A representação da letra B foi composta por 65 mulheres, 33 homens e uma pessoa não-binária.

Sobre pessoas trans, há um total de 29 personagens nas três plataformas, destes 15 são mulheres, 12 homens e dois não-binários. Vinte e seis dos 29 personagens são interpretados ou dublados por atores e atrizes trans.

Para ver o relatório completo com mais detalhes basta clicar aqui.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR