Nova HQ vai explorar sexualidade de Lanterna Verde gay

36
views

Em outubro de 2020 nós te contamos que Alan Scott, um dos heróis gays da DC, será um dos protagonistas da vindoura série da HBO Max batizada de Tropa dos Lanternas Verdes. Criado em 1940, o herói só teve a orientação sexual revelada em 2012.

Durante a história Fronteira Infinitas, que será lançada na próxima semana, o herói terá dois filhos e contará mais sobre o passado e como se sentiu obrigado a esconder a sexualidade. “Eu até me permiti me casar algumas vezes com mulheres que amava com todo meu ser, mas fiz isso sabendo que havia algo sobre mim que eu estava escondendo.”, diz o personagem para um dos filhos.

Apesar de ainda não ser claro se o quadrinho fará parte do universo oficial ou de uma realidade paralela, já que a DC está passando por outro reboot, mas a conversa faz sentido se pensarmos que até momentos antes da chegada dos Novos 52, a orientação de Scott não era muito explorada. Ainda assim, em outro momento da conversa com o filho, o personagem diz que teve experiências com outros homens durante a vida.

“Eu deixei alguns dos meninos da sociedade saberem naquela época. E eu tive muitos… amigos ao longo dos anos.”, diz Scott na história assinada por James Tynion IV e Stephen Byrne.

Brasileiros foram os que reagiram mais negativamente à sexualidade do Lanterna Verde

Se atualmente muitos leitores de quadrinhos não gostam muito de heróis LGBTI, imaginem como foi a recepção em 2012? De acordo com o quadrinista James Robinson, responsável pelo outing de Alan Scott, houveram muitas críticas, especialmente dos brasileiros.

“As críticas mais hostis que eu recebi vieram em tweets do Brasil. Eu tinha saído na noite anterior e na manhã seguinte comecei a tuitar ‘putz, meu fígado está me matando’ e alguém veio falar algo tipo: ‘seu fígado está se vingando pelo que você fez com o Lanterna Verde'”, contou Robinson durante a Comic Con de 2012, segundo o site CBR.

Ele ainda acrescentou que, “só de vingança”, na próxima história daria ao Lanterna Verde um namorado brasileiro. Não sei vocês, mas por aqui sigo ansioso para que ele cumpra a promessa.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR