Eu Me Importo tem protagonista LGBT e trambiqueira

24
views

Mesmo com queda no ano passado, o número de personagens LGBTI em filmes e série é muito maior hoje do que era há 5 anos atrás. No entanto, no geral, os protagonistas seguem a mesma formula: são pessoas boas que quase sempre estão se descobrindo. Para variar um pouco, um dos mais recentes lançamentos da Netflix traz uma protagonista LGBTI bem mau caráter.

Lançado em fevereiro deste ano, Eu Me Importo gira em torno de Marla, uma mulher que vive de aplicar golpes em idosos, mas a última vítima, que possuía uma fortuna capaz de deixar a protagonista numa situação confortável por vários anos, acaba trazendo uma grande confusão.

Durante o desenvolvimento da história, descobrimos que Marla tem um relacionamento amoroso com Frank, o braço direito dela nos negócios. A trama não perde tempo discutindo detalhes sobre a relação ou orientação sexual delas, mas deixa muito claro como uma é importante para outra.

Embora a gente acabe comprando um lado, Eu Me Importo é um daqueles filmes que não tem mocinhos ou mocinhas e o fato de termos uma protagonista LGBTI é apenas um mero detalhe que, como a gente já estava cansado de saber, não influencia o caráter.

No nosso canal do Youtube relembramos rapidamente de outros filmes que trazem LGBTIs trambiqueiros. Assista:

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR