“A história deles já foi contada”, diz Wentworth Miller sobre hetéros

43
views

O ator Wentworth Miller que ficou conhecido pela atuação em Prison Break usou as redes sociais para dizer que está fora de uma continuação da série e deu a entender que não tem planos de voltar a interpretar papéis de homens hétero.

+ Sex Education terá artista e personagem não-binário na 3ª temporada

A postagem, em tom de desabafo, começa com agradecimento aos fãs que o apoiam e mandam mensagens de amor e critica quem o ofender, seja por conta das publicações mais recentes que incentivava os norte-americanos a votarem ou outra coisa.

“Não estou preocupado comigo mesmo. Não posso ser “intimidado” neste espaço. Eu tenho muito poder. ‘Excluir. Bloquear. Desativar.’ Etc. Mas levo a sério a possibilidade de crianças queer que me visitam aqui, depois de saírem do armário ou cogitarem a ideia de fazer isso… Não quero que sejam expostas a besteiras”, escreveu.

Foi então que ele informou que não voltaria para 6ª temporada de Prison Break. “Ainda sobre esse texto… estou oficialmente fora de PB. Não por causa de ofensas nas redes sociais (embora isso tenha centrado a questão). Eu só não quero interpretar personagens heterossexuais. As histórias deles foram contadas (e contadas).”

“Então. Não há mais Michael. Se você era fã da série  esperando por temporadas adicionais… Eu entendo que isso é decepcionante. Eu sinto muito. Se você está incomodado porque se apaixonou por um homem hétero fictício interpretado por um gay na vida real…”

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que o ator usa a visibilidade para falar sobre como homossexuais são tratados. Em 2013, ele tornou a orientação publica justamente por essa razão. Na época, ele recusou um convite do Festival Internacional de Cinema de St. Petersburg.

“Como um homem gay, tenho que recusar. Estou profundamente incomodado pela atual política de tratamento em relação a homems e mulheres gays pelo governo da Rússia”. Por mais Miller, não é mesmo?

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR