Projeto focado em mulheres trans do RJ distribui 150 auxílios emergenciais

13
views

É inegável que a pandemia está batendo muito forte em toda população, especialmente a mais pobre e carente, como muitas vezes é o caso de pessoas trans. Para diminuir o impacto causado por esse momento em que muitos estão com mais dificuldades de gerar renda, um projeto foi criado e, desde o final de maio, está distribuindo bolsas auxílio para travestis e mulheres transexuais.

+ Censurada, peça com Jesus trans será postada no YouTube

A iniciativa é uma parceria entre a Defensoria Pública do estado do Rio de Janeiro com a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA), o Instituto de Estudos da Religião e o Instituto Unibanco, responsável pela doação do dinheiro para as bolsas. Ao todo, foram cerca de 400 inscrições.

As inscritas foram avaliadas e selecionadas seguindo os critérios de raça, escolaridade, local de residência, falta de outros benefícios e dificuldade de voltar a ter uma fonte de renda. “Com a pandemia, e na falta de ações específicas para a população T, identificamos que essas pessoas teriam dificuldades de acesso ao auxílio emergencial ou a outras ações dos municípios e estados”, explicou Bruna Benevides, secretária de articulação política da Antra para Folha de S. Paulo.

A idade das inscritas varia entre 17 e 71 anos, sendo que 42% delas moram em favelas cariocas. Estão desempregadas 36% e outras 36% são profissionais do sexo. A maioria esmagadora, 70% delas, são pretas ou pardas e apenas 2% são indigenas.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR