Policial paraibano usa redes sociais para denunciar homofobia

56
views

O policial militar Elbo Guedes usou as redes sociais na última terça (18) para denunciar um ato de homofobia depois que ele se fantasiou de dálmata para um bloco de carnaval na Paraíba. A fantasia era composta por botas, uma sunga, orelhas e harness.

+ Como o harness invadiu o mundo da moda e furou a bolha do fetiche

No Instagram, Elbo disse que combinou a fantasia com alguns amigos, um deles foi de Cruella De Vil enquanto ele e um outro foram vestido de dálmatas para o bloco Virgens de Tambaú. Ainda de acordo com o policial, é comum que homens se vistam de mulheres nesse bloco.

“Alguém se sentiu no direito de entrar no meu Instagram, tirar um print de uma foto minha fardado, um print usando a fantasia que eu fui para bloco das virgens e compartilhar essa foto de forma pejorativa. Como um exemplo de reprovação”, contou numa sequência de stories.

Elbo frisou ainda que estava de folga, que não existe nada de errado de se fantasiar para curtir um bloco de carnaval e que a sexualidade dele nada tem a ver com o trabalho que ele exerce.

Já nesta sexta-feira (21), o policial voltou aos stories para responder alguns comentários que sugeriam que ele deveria ser expulso por “desrespeitar a instituição”. “Não há motivos para eu ser expulso. Eu não vou ser expulso pela sua ignorância, pela sua homofobia. Não há motivo jurídico nenhuma para eu ser expulso”, disse

Assista aos stories do policial abaixo:

Comentários