Polícia encontra acusado de matar travesti em Pernambuco

288
views

As autoridades de Pernambuco parecem empenhadas em encontrar os responsáveis pela onda de violência contra pessoas trans. Na última segunda (26), a polícia civil prendeu o acusado de ter atirado na cabeleireira Crismilly Pérola. O provável autor do tiro é um adolescente de 17 anos.

As investigações comprovaram o crime de ódio e aprontaram que várias testemunhas presenciaram o ato, mas ninguém tentou impedir o autor dos disparos. “Depois de atirar na Crismilly, o adolescente ficou insatisfeito porque a vítima continuava viva. Ele a arrastou por cerca de 20 metros e a jogou no rio. Ele teve muita raiva porque a arma falhou. Ele atirou muitas vezes, mas só atingiu um tiro. Um crime de puro ódio. Quando falamos com ele, disse que não gostava da vítima e teria determinado que ela fosse embora do bairro”, iniciou a delegada Euricelia Nogueira.

“Quando chegamos ao local crime, vimos marcas de sangue, de arrastamento e uma pá suja. O corpo da vitima estava longe desse local. O adolescente jogou a arma no rio e voltou para ver se ela estava morta mesmo. A população local presenciou tudo e não interferiu. Crismilly sofria muitos ataques nessa região”, concluiu em entrevista ao UOL.

O acusado pode ficar até três anos presos em uma unidade socioeducativa caso seja condenado pelo crime de homicídio doloso. Por hora, ele ficara recolhido por 45 dias.

Comentários

Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR