“Não se programem ainda”, diz nota da Parada SP

134
views

O futuro da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo em 2020 ainda é incerto. Depois de ter sido adiada para novembro, uma nova nota foi divulgada pedindo para que as pessoas ainda não se programem.

Antes programada para 14 de junho, o evento foi postergado para 22 de novembro, coincidindo com o feriado prolongado da consciência negra. No entanto, os planos mudaram novamente devido ao coronavírus.

Na última semana, autoridades de São Paulo decidiram adiantar feriados para induzir as pessoas a ficarem em casa na tentativa de barrar a disseminação do COVID-19. Com isso, a cidade perdeu todos os feriados prolongados.

“Como sabemos, a Parada LGBT de São Paulo, além de receber as pessoas da cidade de São Paulo, também recebe turistas do Brasil e do exterior, e preocupados com a segurança da nossa população diante da pandemia, orientamos a todas as pessoas que se for (sic) comprar passagens aéreas ou terrestres, organizar excussões (sic) e reservar hotéis, não faça nada neste momento, se programem a partir de setembro/2020, quando de fato teremos mais informações/orientações do Governo do Estado, da Prefeitura e dos órgãos de saúde a respeito da pandemia”, diz nota divulgada nas redes.

Se não for novamente adiado ou permanentemente cancelado para evitar aglomerações, o evento deve acontecer no dia 29 de novembro.

Para que o mês do orgulho não passe sem comemorações, a organização responsável pela Parada LGBTI de São Paulo programou um evento virtual para o dia 14 de junho.

Por enquanto, as únicas informações sobre o evento virtual são a data e as plataformas que serão transmitidas: Facebook, YouTube, Twitter e Instagram.

Comentários