Ministério Público denuncia advogado bolsonarista por homofobia

41
views

Ao que depender das mais recentes ações da justiça, casos de homofobia não passarão mais em branco. O Ministério Público (MP) denunciou o advogado Celso Machado Vendramini pela postura num julgamento no qual Cláudia Ferreira Mac Dowell atuava como promotora.

+ Fabiano Contarato contesta na justiça suspensão de exames de HIV e hepatites

Os dois profissionais trabalhavam num caso em que dois policiais eram acusados de assassinato. Apesar do tema, Claudia diz que Celso constantemente fazia comentários depreciativos sobre a comunidade LGBT para atingí-la.

Na denúncia feita pelo MP e divulgada pelo G1, consta a transcrição de possíveis falas de Celso. Dentre outras coisas ele teria dito coisas como “Hoje parece que ser hétero é pecado”, “Vai ser viado na Rússia para ver o que acontece” e “Filho usando azul… filha usando cor-de-rosa… depois se o filho quisé [sic] mudá [sic] pra cor-de-rosa o problema é dele… se a mulher quisé mudá depois pá [sic] azul o problema é dela”.

Ainda em 2019 e pouco depois do julgamento dos acusados, Claudia procurou pelo MP e também pela OAB, mas apenas agora houve um retorno. Se a justiça aceitar a denúncia, o advogado Celso virará réu e será julgado com base na lei de homofobia aprovada pelo STF neste ano.

Nas eleições de 2018, Celso concorreu ao cargo de deputado federal pelo PSL, partido responsável por lançar a candidatura de Jair Bolsonaro. Felizmente, não conseguiu votos suficiente para se eleger.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR