Lésbica apoiadora de Bolsonaro sofre agressão homofóbica

355
views

A youtuber apoiadora do presidente Jair Bolsonaro e assumidamente lésbica, Karol Eller, foi vítima de agressão homofóbica no último domingo (15). Ela estava com namorada na praia da Barra da Tijuca quando foi abordada pelo agressor.

+ “Nunca apoiei o Bolsonaro”, argumenta Evandro Santo

De acordo com Léo Dias, o homem que bateu em Karol ainda não foi identificado, mas abordou as duas dizendo “Como você consegue namorar um mulherão desses?”, que gerou uma discussão e mais tarde a agressão da youtuber que ficou com o rosto desfigurado.

As informações ainda dizem que Karol não recebeu ajuda de ninguém na praia e que ela e a namorada tiveram que se carregar até um quartel dos bombeiros que ficava próximo.

Cargo no governo e forte amizade com a família Bolsonaro

A agressão de Karol aconteceu 7 dias depois dela ter chegado ao Rio de Janeiro para trabalhar. Muito próxima de Jair Bolsonaro desde as eleições, ela faz parte do grupo de LGBTI que diz que o presidente não é homofóbico e ganhou um cargo na Empresa Brasil de Comunicação recentemente.

O novo cargo, inclusive, chamou a atenção de alguns veículos de comunicação já que, desde antes da nomeação, Karol teria livre acesso ao Palácio da Alvorada.

Nas redes, a youtuber ostenta várias fotos com membros da família Bolsonaro. A amizade com Jair Renan, o caçula do presidente, teria ajudado na indicação na EBC.

Repercussão da agressão nas redes

Agressão de Karol está gerando debates nas redes sociais. Como ela já chegou a pedir desculpas pela comunidade LGBT e dizer que tem vergonha dela, muitos não estão conseguindo ser empáticos a situação da youtuber. Confira:

 
 
 
 
 
 

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR