Karol Eller não sofreu homofobia e responderá por denunciação caluniosa

4621
views

Uma grande reviravolta no caso da agressão sofrida por Karol Eller, que no começo da semana ganhou destaque por supostamente ter sido vítima de homofobia. A youtuber passou de vítima a acusada de denunciação caluniosa. Uma reportagem que foi ao ar no Jornal Nacional da Globo última quinta (19), mostra um vídeo que a delegada responsável pelo caso teve acesso. Nele, Karol aparece gesticulando muito durante uma discussão. Também é possível ver nas imagens que a youtuber partiu para cima e deu um soco em Alexandre da Silva, que até então era acusado de praticar homofobia. As filmagens mostram quando os dois caem no chão e, depois de levantar, ele dá dois chutes em Karol.

Testemunha diz que Karol estava armada a alterada

Além das gravações, as investigações ouviram mais testemunhas, dentre elas o dono e funcionários do quiosque no qual a confusão aconteceu. Uma das testemunhas garantiu ter visto Karol com uma arma, embora nas filmagens a youtuber apareça levantando a camiseta para mostrar que não está armada. Alexandre, que passou a ser vítima de denunciação caluniosa, já tinha dito em depoimento e para imprensa que Karol estava com um revólver. A testemunha também disse que a youtuber teria dado socos na namora e, em outro momento, caído, batido o rosto na guia e desmaiado depois disso.

Próximos passos da investigação

Adriana Belém, delegada responsável pelas investigações, disse que Karol Eller e a policial civil Suelen Santos, namorada da youtuber, mentiram em depoimento sobre terem sido vítimas de homofobia. “O que não podemos admitir é que você utilize a delegacia, máquina administrativa do estado, chegue aqui e minta, utilizando de uma causa tão nobre, a vitória dos homossexuais e ela estava aqui banalizando isso e mentindo. Acho triste isso, é uma atitude criminosa e a gente não admite esse tipo de coisa”, afirmou. Os investigadores agora vão averiguar se o ferimentos no rosto de Karol de fato aconteceram depois da queda apontada pela testemunha. Já os advogados dela negaram que ela tenha mentido e em depoimento e que houve agressão mútua. Eles disseram ainda que não tiveram acesso ao inquérito e que as lesões de Karol falam por si só.

Amiga diz que Suelen “garotiou”

Outro vídeo circula pela internet. Nele, Carlos Guilherme, amigo de Alexandre, aparece ao telefone com Flávia, uma suposta amiga de Suelen. Na longa gravação, eles conversam sobre o caso e youtuber é avisada mais uma vez de estar alterada por ter usado drogas. Flávia diz ter “enquadrado” algumas pessoas para entender o que aconteceu e diz que Suelen “garotiou” por ter deixado a arma com a namorada. Assista:

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR