Família Bolsonaro e Malafaia devem deixar o Twitter

52
views
03/02/2020) Presidente da República, Jair Bolsonaro concede entrevista ao pastor Silas Malafaia, gravada em 20/12/2019. Foto: Isac Nóbrega/PR

Se as indicações estiverem certas, o Twitter está prestes a se tornar um lugar menos tóxico. A família Bolsonaro tem se movimentado para deixar o microblog e o Pastro Silas Malafaia já declarou que está de mudança da rede social que não o deixa “falar de gay”.

+ Infectado, Bolsonaro diz que máscara é coisa de veado

“Vai no Twitter e experimenta falar alguma coisa de gay: censurado. Fala de vírus chinês, é censurado. Agora, xinga pastor, xinga político à vontade que não acontece nada. Peraí!”, explicou o pastor ao jornal Folha de S. Paulo.

O destino dos conservadores será o Parler, concorrente direto do Twitter que ainda não teve nenhuma limitação ou regra contra notícias falsas e discurso de ódio. A migração entre uma rede e outra está sendo puxada por Donald Trump que ficou insatisfeito com o aviso de que uma publicação era parcialmente falsa.

Além dos Bolsonaros, Trump e Malafaia, nomes como Olavo de Carvalho, o ex-ministro da educação Abraham Weintraub, as deputadas Carla Zambelli e Bia Kicis, o deputado Carlos Jordy, entre outros conversadores, já estão na nova rede social.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR