Ex-Bake Off Brasil, Murilo Marques é drogado, estuprado e roubado em SP

15736
views

O engenheiro químico e ex-participante do reality culinário Bake Off Brasil, Murilo Marques, foi drogado, estuprado e roubado dentro do próprio apartamento em São Paulo. Ele estima que o prejuízo foi se quase R$ 40 mil.

+ “Estou bem e livre” diz ator pornô preso por “Boa noite, Cinderela”

+ Estupro em filmes pornôs podem ser considerado crime, dizem especialistas

O caso aconteceu na última quarta-feira (21) quando Murilo, que mora no Copan há cerca de 1 ano, conheceu e convidou um rapaz de um aplicativo de encontro para ficar com ele.

Marques conta que no início do ato, o agressor informou que era garoto de programa e que não prosseguiria sem receber o pagamento pelo serviço e neste momento ele começou a se sentir estranho.

“Não bebi nada e não usei nada. Creio que fui dopado durante o sexo oral”, esclareceu a vítima ao Dentro Do Meio.

“Ele começou a se exaltar dizendo que queria receber o dinheiro dele, esse diálogo rolou e eu cada vez com mais dificuldade de organizar minhas ideias, já imaginando que estava drogado”, conta.

A pressão evoluiu a ponto de Murilo levar um soco na cara para passar as senhas dos cartões. Ele foi privado do celular e obrigado a passar também a senha do aparelho.

O ex-participante do Bake Off Brasil ainda conta que o agressor tentou fazer com que ele cheirasse um pó branco alegando ser cocaína, mas por conta da situação que ele se encontrava, não houve como força-lo.

A vítima foi jogada na cama e estuprada. Nas redes, ele conta que lembra de ter sido violado com as mãos.

Ao Dentro Do Meio, Murilo disse ter encontrado novas evidências de que foi dopado. “Acredito que ele me estuprou para me dopar, depois tenho certeza que fui dopado (pó branco) pelo ânus”.

Quando o agressor foi embora, ele conseguiu pedir socorro para um amigo e o namorado pelo WhatsApp via computador.

Murilo já abriu um Boletim de Ocorrência, fez exames para comprovar que foi violado, drogado e agredido e aguarda a ação das autoridades.

Prejuízo e julgamentos

Passado o primeiro choque e depois de procurar pela polícia, Murilo agora está tentando recuperar o dinheiro tirado de suas contas bancárias.

Uma das razões pelas quais ele decidiu tornar a situação pública foi para que, de alguma forma, os bancos sejam pressionados para ajudá-lo a reaver as economias.

Murilo e o namorado tinham comprado um apartamento no Ipiranga e aguardavam o fim da reforma para mudar. O dinheiro levado, inclusive, fazia parte do pagamento do imóvel.

“Eu não estou pedindo para ganhar dinheiro, eu só preciso que eles devolvam o que é meu e foi tirado de mim durante um crime”, postou a vítima nas redes.

Não bastasse toda essa situação, Marques ainda está enfrentando críticas nas redes de algumas pessoas que estão mais preocupadas com o relacionamento do que com os crimes.

Ele já chegou a deixar claro nas redes que não tem um relacionamento monogamico e tem recebido todo apoio possível do companheiro.

Sobre o agressor, a vítima contou que não chegou a trocar telefone e todo contato foi por meio do app de encontro, cabendo as autoridades encontrar o responsável.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR