Evangélica surta e agride gay por falta de passagem

0
views

Parece história de filme de terror, mas uma mulher evangélica foi presa em flagrante ao surtar e agredir um jovem gay por não ter como viajar de ônibus no Mato Grosso do Sul no último domingo (28).

Por conta do coronavírus, existe uma limitação de distância que as pessoas podem percorrer com segurança. Ao saber que não tinha passagens para que ela viajasse a agressora passou a quebrar a loja e agredir funcionários.

Em imagens compartilhadas pela internet, a mulher aparece agarrada ao colarinho de um jovem e questionando a orientação sexual dele. Ao receber a confirmação de que ele é gay, a agressora começa a fazer uma série de comentário homofóbicos.

“Por que você é viado? Você nasceu sem pinto? Por que usa brinco? Você sabia que viado vai para o inferno? Você nasceu homem, não viado. Você quer ser mulher?”, diz ela agarrada ao funcionário.

Em outro momento do vídeo ela diz que tem “nojo de viado” e que é uma serva de Deus. Assista:

Presa em flagrante

De acordo com o G1, além do que vimos no vídeo compartilhado nas redes, a mulher também teria agredido polícias e outras testemunhas.

Dizendo ser parente de autoridades do estado, ela teria se recusado a conversar e obedecer a polícia antes de finalmente ser encaminhada para delegacia.

Além de homofobia, que agora é crime, a agressora terá que responder por ameaça, dano, injúria mediante preconceito, lesão corporal e tráfico de influência.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR