Depois de apoiar Bolsonaro, Andressa Urach volta a cair nas graças de LGBTIs

16
views

Vários LGBTIs estão comemorando a suposta volta de Andressa Urach. A modelo, que se converteu depois de uma terrível experiência de quase morte, abandonou a igreja universal no final de 2020, fez uma tatuagem que leva da coxa ao bumbum e voltou a tirar fotos mostrando mais o corpo.

+ “Ter votado errado não desmerece minha luta”, diz Kaká di Polly sobre Bolsonaro

Muito querida pela comunidade, Andressa já chegou a se declarar como uma mulher bissexual durante a participação do reality A Fazenda, mas rompeu com o “passado” depois da conversão e declarou apoio ao presidente Bolsonaro durante as eleições de 2018, o que geral muitas críticas e o famoso “cancelamento”.

“Os valores estão se perdendo, olha o que estão fazendo com as nossas crianças no colégio. Desculpa gente, eu amo os gays, mas está errado. Não tem que ensinar sobre sexualidade para crianças pequenas, de seis anos de idade, [sobre] ideologia de gênero, isso confunde a cabeça das crianças, tá errado”, defendeu a modelo em outubro de 2018. Assista:

Em 2020, quando a pandemia chegou ao Brasil, Urach disse em uma postagem já deletada que quarentena era um golpe de esquerda para enfraquecer Bolsonaro e destruir a economia. Ela também postou que as pessoas não morreriam por causa da covid.

Meses depois, ela relacionou a crise mundial a “Sodoma e Gomorra” e usou imagens da Parada LGBT para dar suporte a tese dela de que a “profanação” teria gerado respostas divinas. Nesse período, inclusive, ela foi processada por Viviany Beleboni, conhecida nacionalmente como “trans crucificada”.

“Ela Voltou!”

Nesta segunda (22), “Ela voltou” chegou a aparecer entre os assuntos mais comentados do twitter depois que Andressa postou um vídeo nas redes sociais anunciando que voltou ao concurso Miss Bumbum como sócia.

Mas o que pouco tem se comentado é que, apesar de mais ousada e permissiva, Andressa também voltou para igreja e foi ela mesmo quem avisou que se “converteu” novamente.

Em publicação feita em 28 de dezembro de 2020, Urach celebrou o casamento com o esposo. “No mês de outubro me afastei dos caminhos do Senhor. Sim, chutei o balde e me desconverti! Em novembro Deus te usou, amor @tnlopes10 , para me converter de novo aos caminhos do Senhor”, escreveu.

As declarações sobre pessoas LGBTI parecem ter voltado ao mesmo ponto de quando ela se converteu. Em entrevista ao Empire Style do SBT, ela reafirmou que ama os homossexuais e acrescentou que pretende lutar para que sejam respeitados.

“Amo os gays, a gente tem que lutar para que eles sejam respeitados, porque eles só querem amar, só querem o direito de amar. E ainda existe um preconceito muito grande em relação a isso”, pontuou. Resta saber como a nova relação com a religião guiará o comportamento de Urach sobre a comunidade que ela diz ter feito parte.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR