Criador da Casa 1 questiona para onde vai dinheiro da Parada SP

476
views

Um questionamento antigo envolvendo a APOGLBT e Parada do Orgulho LGBT de São Paulo voltou à tona com a edição virtual do evento. Alguns artistas da noite paulistana e também o criador da Casa 1 estão questionando para onde vai o dinheiro da Parada SP.

A pergunta é antiga já que nomes como Mercado Livre, Bradesco, Burger King e Tim estão entre os patrocinadores oficiais da Parada. Embora não se saiba com quanto cada uma dessas empresas contribui, imaginasse que o valor não seja baixo. Além disso, é importante lembrar que, na teoria, uma associação recebe mensalmente contribuições financeiras de seus associados.

“Eu realmente não acredito que os contratos com as marcas e empresas sejam tão milionários como as pessoas pensam exatamente porque a gente dialoga muito com essas empresas. Mas algum dinheiro tem e a pergunta é para onde ele vai, levando em conta que a maioria dos trios, assim como toda estrutura é financiada pelo município, assim como a sede da associação é cedida pelo poder público e as pessoas que trabalham no evento são todas voluntárias”, disse Iran Giusti ao GAYBLOGBR.

Além de Giusti, a drag Valentti também foi uma das pessoas que tocou no assunto dinheiro esse ano. Durante uma live com o cantor Edson Cordeiro, a artista, que criticava o evento por ter ignorado alguns nomes na versão on-line, questionou por que, em um momento em que todos estão com dificuldades de trabalhar, a associação da Parada de SP não dividia o dinheiro dos patrocínios.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR