Concurso Mister Brasil CNB é acusado de homofobia

1108
views

O Concurso Mister Brasil CNB está sendo acusado de homofobia por pelo menos dois participantes. De acordo com o modelo William Sousa, Mister Taubaté 2021, um dos organizadores pediu para que ele escondesse a orientação sexual e disse que ele não ganhou o concurso por ter muitos trejeitos.

“Ele [André Cruz, coordenador do concurso] falou assim: ‘William, eu vou te falar uma coisa. […] O mister tem que ser homem, sabe por quê? O público não aceita gay. Os jurados não aceitam gays. E você que tem trejeitos. […] Para você ser mister tem que ser pegador, tem que ser homem’, começou a falar nesses termos”, disse Sousa ao UOL.

A conversa teria acontecido no último domingo (6), um dia após o concurso. William também revelou que Cruz pediu para que ele excluísse as fotos com o namorado das redes. Essa declaração foi confirmada por um segundo participante que não quis se identificar, mas negada por André que se justificou dizendo que também é gay.

“Eu sou gay, jamais teria isso. Essa edição foi a que mais teve candidatos gays no concurso. […] Existem dois misters São Paulo gays, jamais a gente ia rotular a homossexualidade”, disse André também em entrevista a UOL. Ele acrescentou que orientação sexual não conta, mas comportamento sim. “Se o concurso de mister tem uma postura profissional, [o candidato] tem que ser profissional ali em postura, conduta e ética”.

Nas redes sociais, William repercutiu outra trecho da entrevista dada por André. “Ele pode até negar, mas essa frase entregou tudo. ‘O mister é um exemplo de pessoa para a sociedade, de atitude, de fazer o bem’. Só héteros são exemplos de pessoa pra sociedade?? Em que mundo ele vive???”, escreveu.

Comentários

Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR