Balada LGBT é interditada por governo do RJ

752
views

A balada Pink Flamingo, localizada do Rio de Janeiro, foi interditada na última quinta-feira (8). De acordo com o Edital de Interdição Total que o Dentro do Meio teve acesso, o local foi fechado por desvio de atividade.

Essa não é a primeira vez que o espaço é fechado por autoridades em fevereiro de 2021. Em fevereiro, a Pink Flamingo foi interditada pela prefeitura do Rio de Janeiro em meio a ações para coibir aglomerações.

Na época, o site oficial da prefeitura informou que o estabelecimento “não tinha autorização para funcionar como bar” e que foram encontradas irregularidades como “aglomeração, distanciamento inadequado de mesas e cadeiras, funcionários sem máscara, clientes consumindo bebidas em pé e pessoas fumando em área coberta”.

Desde que foi fechada, a Pink Flamingo vem atualizando o Instagram com stories informando que não funcionará em dias específicos, mas não houve nenhuma comunicação sobre o fechamento. No Google, o estabelecimento já se encontra com a informação de “permanentemente fechado”.

Abaixo você confere imagens do Edital de Interdição Total:

Festa do mesmo dono promoveu aglomeração em SP

Além da situação no Rio de Janeiro, Thiago Araújo, responsável pelo Pink Flamingo Rio, também já foi criticado por promover aglomeração em São Paulo durante uma edição da festa Treta em outubro de 2020.

Na época, o assunto chegou a ficar entre os mais comentados do twitter. O Dentro Do Meio chegou a tentar contato com Thiago, mas não obteve nenhum retorno.

Outros estabelecimentos comandados por Araújo continuam funcionando. No último domingo ele compartilhou no perfil pessoal alguns vídeos nos quais é possível ver pessoas em mesas próximas e sem o uso de máscaras.

Comentários

Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR