Advogado entra com ação para apagar faixa LGBT que já seria temporária

50
views

Já podemos dizer que é oficial e os conservadores estão com pouquíssimas preocupações durante a pandemia, não bastasse a PL 504/20, que por muito pouco não baniu LGBTI de publicidades em São Paulo, o advogado Vinícius Maciel entrou com uma na Vara da Fazenda Pública de Goiânia para que uma faixa de pedestre temporariamente pintada com as cores do arco-íris voltassem a ser preto e branca.

A intervenção, feira em frente à Estação Ferroviária, aconteceu em comemoração ao dia do Combate à LGBTfobia, celebrado do dia 17 de maio, e já estava prevista para acontecer de forma temporária, ainda assim, sem consultar a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SMDHPA) ou outra área da prefeitura da cidade, o advogado se apressou em ajuizar uma ação apenas um dia após a realização da pintura.

Segundo informações do G1, Maciel garantiu que não tem nada contra homossexuais ou qualquer outra pessoas do movimento LGBT e é a favor do combate à homofobia, mas que a mudança nas faixas poderiam confundir pedestres desavisados e até mesmo causar acidentes de trânsito. Vale destacar que a pintura foi feita num espaço que não tinha uma faixa de pedestres, por não houve modificações.

Já na última quarta (19) as faixas foram apagadas, mesmo antes que da prefeitura ter sido notificada pelo juiz José Proto de Oliveira, que para analisar e julgar o pedido do advogado, deu o prazo de 72h para que as autoridades competentes se manifestassem sobre a ação

Em nota, confirmada pelo Dentro do Meio, o prefeitura informou que pretende responder a petição comprovando que não houve nenhuma ato ilegal ou lesivo do Poder Público, já que a pintura tratava-se de uma iniciativa de caráter educativo e de conscientização. A nota dizia ainda que “todos os trâmites das Secretarias Municipais de Cultura e Mobilidade, com a anuência do nosso prefeito Rogério Cruz e com o apoio e presença da nossa primeira dama Thelma Cruz durante o processo de pintura”.

Comentários

Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR