Gay revida provocações de homofóbico com um tapa

164
views

É provável que durante a última semana você tenha assistido um vídeo de um gay metendo um tapão na cara de um homofóbico que tenta intimidá-lo.

+ Gay apanha por vazar nude de hétero

Os dois são adolescentes, estão numa sala de aula e, até poucos dias atrás, ninguém tinha ideia de quem eram. Até que Jordan Steffy criou uma conta no twitter, que já conta com 20 milhões de seguidores.

Foi a partir daí que descobrimos que os jovens estudam em Laporte High School, em Indiana, e Jordan tem sido incomodado pelo garoto que aparece no vídeo há muito tempo.

Ao Insider, o jovem contou que, desde que se assumiu, há 5 anos atrás, precisou aprender a se virar sozinho, já que nenhum professor se ofereceu para ajudá-lo.

“Ele fez um post homofóbico com uma foto minha e vários emojis vomitando dizendo o quanto ele odiava gays. Fui até ele e perguntei ‘Por que você postou isso?’. Ele disse ‘É só uma postagem’. Eu respondi ‘Bem, não é só uma postagem. É uma postagem sobre mim, dizendo que você não gosta de quem eu sou e eu não gostei”, explicou.

Ele ainda disse que o garoto começou a provocá-lo perguntando o que Jordan faria a respeito e chamá-lo de “viado”. O resto é o que vemos no vídeo.

Jordan foi enviado para sala do diretor e depois suspenso por ter batido no homofóbico, mas ele não se arrepende de ter se defendido.

“Se pudesse voltar atrás, pessoalmente, eu voltaria. Mas estou feliz de ter me defendido. Se você estivesse no meu lugar, provavelmente se cansaria de tudo isso e teria se defendido também”, argumentou.

O jovem está cogitando criar um canal no YouTube para conversar com jovens gays que sofrem com homofobia.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR