Autor confirma que pai de Elio não é gay

48
views

Atenção: esse texto contém revelações sobre a história. Se você ainda não assistiu ou não leu Call Me By Your Name, pode não ser uma boa hora para continuar nessa matéria.

Um banho de água fria na teoria de muita gente que ama Call Me By Your Name. André Aciman, autor do livro, afirmou em entrevista que o pai de Elio não é gay.

No final, tanto do livro como do filme, Elio e Samuel tem uma longa e sincera conversa. Em dado momento, o pai do protagonista, que no filme é interpretado por Michael Stuhlbarg, faz declaração que deixou muita gente com a pulga atrás da orelha.

“Cheguei muito perto, mas eu nunca tive o que vocês dois tiveram”. A fala, que é seguida por um “A mãe sabe” de Elio fez com que espectadores imaginassem que Samuel também era gay, ou no mínimo bissexual, mas tudo não passou de um mal entendido.

“Nesse ponto, todo mundo que leu o livro interpreta como ‘A mãe sabe que eu tive um relacionamento com Oliver?’. Mas do jeito que o pai fala na cena do filme, parece que virou um ‘A mãe sabe que você teve atração por homens no passado?'”, explicou Aciman.

“Quando escrevi o livro, essa não foi a minha intenção. O filme basicamente validou essa abordagem. E posso dizer que essa é uma abordagem igualmente valida para aquele discurso”, minimizou antes de cravar que não há nenhum indício sobre um relacionamento gay de Samuel no livro.

“O pai pode ou não ter sentido atração por homens, não temos como saber isso pelo livro. Pelo filme você pode deduzir, mas não pelo livro”, pontuou.

O autor ainda explicou que quando o personagem se separa da esposa, ele o faz por conta de um desgaste no relacionamento e não por conta da orientação sexual.

A entrevista, completa e em inglês, pode ser lida aqui.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR