Homossexualidade de Dumbledore “ficará clara”, diz diretor

1
views
Homossexualidade de Dumbledore será explorada?

Senta que lá vem queerbait. Depois que a declaração de que a sexualidade de Dumbledore não seria explorada em “Animais fantásticos: Os crimes de Grindelwald” causou revolta entre fãs da franquia de J.K. Rowling, principalmente os LGBTI, o diretor David Yates decidiu tentar esfriar os ânimos dizendo que a orientação de Albus “ficará clara”.

Em recente entrevista ao Empire Magazine, Yates disse “Essa parte da grande narrativa que Jo está criando não foca na sexualidade dele, mas nós não a apagamos ou a escondemos”.

+ Snape era trans? Teoria diz que sim. Confira!

O motivo pelo qual o diretor decidiu falar sobre isso é porque foi ele quem deu um banho de água fria nos fãs quando disse que “não era explícita” a orientação sexual de um dos personagens mais amados da franquia “Harry Potter”.

“Naquela entrevista eu não disse que Dumbledore não é gay. Ele é”, continuou. “Algumas cenas que gravamos são de momentos sensuais entre ele e o jovem Grindelwald”. Ao que parece, embora o personagem “não seja assumidamente gay neste filme, ficará claro” para os espectadores.

O que o elenco diz sobre a homossexualidade de Dumbledore no filme

Parte do elenco principal do filme não foi poupado do assunto. Jude Law, responsável por interpretar Dumbledore, falou sobre o assunto em julho de 2018 e, meio que sem querer, desmentiu as “cenas sensuais” descritas por Yates recentemente.

Law disse que não tinha cenas com Johnny Depp e deu a entender que a homossexualidade deverá ser explorada futuramente, mas não está no segundo filme.

“Ela [J.K] me disse que sim, ele é gay. Mas, como acontece com os humanos, sua sexualidade não necessariamente define você”, argumentou, “Estamos apenas começando a conhecê-lo e, obviamente, há muito mais por vir.

Erza Miller, que é assumidamente gay e interpreta Credence Barebon nos filmes, disse ao Total Film que a homossexualidade de Dumbledore está explícita “em todos os lugares” do longa.

“Ele vê Grindelwald, que amava quando jovem, que ainda é o amor de sua vida; ele o enxerga no Espelho de Ojesed. O que o Espelho de Ojesed te mostra? Nada mais que o seu desejo mais profundo. Se isso não é explicitamente gay, não sei o que é”, defende o ator.

Gay, pero no mucho

Durante os filmes e os livros, J.K. Rowling não escreveu uma linha sequer sobre a homossexualidade de Dumbledore, mas em 2007 revelou que sempre pensou no personagem como um homem gay.

Ela chegou a ser questionada sobre não dar nenhuma evidência sobre esse ponto e, na época, aproveitou a oportunidade para dizer, em um tuíte apagado, que gays são pessoas normais. “Pessoas gays se parece com… pessoas”, escreveu.

Muita gente não comprou a ideia e diz que a autora tá exagerando no queerbait. Afinal, ela teve muitas chances de explorar a sexualidade de Dumbledore, ou qualquer outro personagem gay, durante a história, mas escolheu fazer isso somente depois que a série de livros e filmes acabou.

Importante ressaltar que ela é a responsável pelo roteiro de “Animais Fantástico” e teve uma nova chance de debater o assunto no segundo filme, mas, ao que tudo indica, escolheu deixar “implícito”. Se ela pretende se aprofundar nisso até o quinto filme, teremos que pagar, literalmente, para ver.

 

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR