Burger King esclarece bloqueio de nome de Bolsonaro

239
views
Foto: geekpublicitario.com.br

Na última terça-feira (16), nós compartilhamos em todas as nossas redes um vídeo no qual é possível ver que a rede de restaurantes Burger King bloqueou o nome do candidato Bolsonaro no sistema de autoatendimento das lojas.

As imagens mostram um homem indignado por não conseguir concluir um pedido com o nome de Bolsonaro e mostra que era possível dar andamento no pedido se o nome inserido fosse o do ex-presidente Lula.

Muitos, inclusive a gente, acreditaram que se tratava de um posicionamento do Burger King contra o candidato do PSL, afinal, a rede participou da última Parada LGBT de São Paulo, lançou um Milkshake de Unicórnio e, em 2017, teve uma Drag Queen como estrela de um comercial.

Como o Dentro do Meio não brinca de fazer matérias, decidimos entrar em contato com a assessoria do BK para saber se, de fato, existe algum posicionamento contra Jair Bolsonaro.

“Somos apartidários”, diz Burger King em nota

A posição escolhida foi a neutra. Em nota, o Burger King esclareceu que “não apoia nenhum candidato e grupo político” e para evitar possíveis  associações políticas, também bloqueou outros nomes que possam ser relacionados à disputa [presidencial]”.

A rede também deixou claro que “todos são sempre bem vindos” e fez um pequeno vídeo com uma nota e mostrando que os nomes BOLSONARO, HADDAD e LULA estão bloqueados no autoatendimento. Confira:

 

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR