Doritos Rainbow volta e quer dar voz aos LGBTQ+

23
views

Depois do estrondoso sucesso em 2017, a edição do salgadinho com as cores do arco-íris, Doritos Rainbow, está de volta, desta vez para ser comercializada.

+ Queremos te levar para o Milkshake Festival. Participe do nosso sorteio

A volta veio com direito a campanha com pessoas LGBTQ e um convite para que a população ouça, converse e debata sobre o assunto.

“Amplie seu mundo, escute a Voz Rainbow”

A campanha, feita pela agência AlmapBBDO, conta com a participação de seis pessoas da comunidade LGBTQ+.

São eles: o idealizador da CASA 1 Iran Giusti, o ativista do movimento João Silvério, a judoca e medalhista olímpica Rafaela Silva, a drag queen e apresentadora de TV Ikaro Kadoshi, o dono do canal Muro Pequeno, Murilo Araújo e a cantora Liniker.

Debate com a comunidade

“No primeiro ano, conversamos com a comunidade LGBTQ+ e celebramos a história do movimento com sua bandeira original. Para o segundo ano, fazemos um convite a todos para que escutem o que os membros da comunidade têm a dizer e, desta forma, provocar discussões que possam contribuir na formação de uma sociedade mais diversa e aberta ao amor, igualdade e à aceitação”, defende Anna Carolina Teixeira, diretora de Marketing de DORITOS® no Brasil.

O convite é reforçado na campanha, que já está disponível no YouTube e estará presentes em ativações como OOH e nos patrocínios renovados com o Milkshake Festival e com a Parada do Orgulho LGBTQ+.

Pontos de venda

Se em 2017 foi possível colocar as mãos no snack fazendo o pedido pela internet ou retirando gratuitamente na Parada LGBT de São e no Milkshake Festival, neste ano o salgadinho será comercializado em São Paulo, no Rio Janeiro e também no Paraná.

Todo o valor arrecadado com as vendas de Doritos Rainbow será revertido para 5 instituições que ajudam pessoas LGBTQ+. Uma delas é a Casa 1 e as outras serão escolhidas por meio de um efital aberto. Para inscrever uma instituição acesse doritos.com.br.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR