Representatividade drag no Milkshake Festival 2018

130
views

Aconteceu nesta segunda-feira (16),  a coletiva de imprensa do Milkshake Festival 2018. Parte do line-up compareceu para falar sobre as expectativas para o evento que espera receber 30 mil pessoas e vai rolar no dia 2 de junho na Arena Anhembi.

Pabllo Vittar, Lia Clark – que também fizeram parte do Milkshake Festival 2017 – e Gloria Groove falaram de representatividade e da importância de LGBT+ em line-up de festivais para as novas gerações.

“É uma felicidade grande ter um festival como o Milkshake que pauta a diversidade em específico porque há não muito tempo atrás a gente tinha muita dificuldade em se enxergar através das coisas que a gente consumia”, ponderou Gloria.

Ela ainda disse que não teve muitas referências na infância e sente orgulho de mostrar para crianças de 14 anos que é possível fazer parte de um grande festival como drag queen, além de se sentir grata por fazer parte da frente LGBT+ na música.

“Eu acho muito importante, assim como a Glorinha falou, vocês estarem aqui num festival que celebra a diversidade porque assim, de alguma forma, que as pessoas que vão para o festival vão vir pra se divertir, vão vir para aprender que a gente pode ser quem a gente é, independentemente do que somos, das nossas escolhas de vida, das nossas orientações sexuais e da nossa religião”, acrescentou Pabllo Vittar sobre a significado de um evento da magnitude do Milkshake Festival.

+ Pabllo fala sobre discriminação e relacionamento abusivos

A cantora de K.O também falou do clipe de Indestrutível e revelou que a intenção do clipe era mostrar a realidade de muitos LGBT+ no país para discutir sobre a homofobia. “Eu acho que isso só vai somar ainda mais para abrir a cabeça das pessoas e mostrar o quanto somos talentosos, o que podemos fazer e o que somos”.

Lia Clark engrossou o coro e disse que fica feliz em contribuir com a cena LGBT+ nacional na música. “É legal a gente ter isso agora, porque a gente mostra os dois lados do que está acontecendo que é o lado preconceituoso e o lado onde a gente só quer ser livre. Isso tá muito explícito porque a gente não faz nada demais e o povo fica querendo ir contra a gente. A gente tem que se impor cada vez mais e mostrar que nós podemos ser quem nós somos de verdade”, concluiu.

Gretchen, Preta Gil e Wanessa falam sobre revolução

(Foto: Leo Franco / AgNews

Mas não foram somente as 3 que estiveram presente na coletiva de imprensa do MilkShake Festival. Gretchen, Preta Gil e Wanessa também marcaram presença e falaram um pouco sobre a significado do evento para elas.

“Eu represento os pais de vocês. Quando meu filho era uma menina, ele não entendia porque quando ele olhava uma menina, ele gostava da menina. E eu não entendia porque sendo uma menina ele gostava de menina porque eu fui criada numa sociedade em que menino que tinha que gostar de menina e vice-versa. Eu fui aprendendo com ele e ele comigo que, em primeiro lugar, acima do amor, inclusive, está o respeito”, comentou Gretchen.

A eterna rainha do bumbum ainda disse que não é fácil para os pais de pessoas LGBT+ conviver com o preconceito e as piadas de mal gosto que os filhos enfrentam. Gretchen mencionou que na páscoa, o filho recebeu mensagens dizendo que “pra você não é páscoa porque você não tem ovos”, mas que hoje eles passam por cima de coisas assim.

Encontro de gerações

Preta Gil disse que fica feliz em ver a evolução da nossa história através do line-up. Ela disse que sempre foi muito fã da Gretchen e acompanhou como a dona do hit Conga la Conga sofreu preconceito quando surgiu na TV.

“Ela foi revolucionária e isso daqui: a história da Simony, a história da Wanessa, é uma evolução até chegarmos aos dias de hoje. Poder termos 3 drags e, vão ter mais, cantoras trans no Milkshake. Isso é uma evolução, nós temos que nos sentir muito orgulhosas de estarmos aqui”, bradou Preta Gil

“A gente tem muitos festivais sertanejos, pop, rock, mas não tinha esse festival com uma diversidade grande, então o Milkshake é uma revolução no Brasil. Acho que daqui só vai crescer”, declarou Wanessa que também contou que o Festival será sua oportunidade de voltar a bater cabelo.

Saiba mais sobre o que esperar do Milkshake Festival 2018 aqui.

Comentários