Mulher é presa por pedir namorada em casamento na Tanzânia

A polícia da Tanzânia, no leste da África, confirmou que prendeu uma mulher por ela pedir a namorada em casamento. 

A prisão aconteceu no último sábado (2), depois de que um vídeo em que duas mulheres se beijam após uma dar um anel para outra viralizou nas redes sociais.

+ Polícia reúne imprensa para anunciar caça a pessoas LGBT+ em Burundi

Na Tanzânia, “conhecimento carnal de qualquer pessoa contra a ordem da natureza” é motivo suficiente para levar uma pessoa para cadeia.

A vida de pessoas LGBT teve uma piora significativa desde que John Magufuli assumiu a presidência em 2015.

Sobre o Autor

Renan Oliveira
Renan Oliveira
Renan um é jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.

Comentários