Homem mata casal de lésbicas com tiro nas costas

A Justiça de Espiríto Santo está julgando o caso do homem matou um casal de lésbicas com um tiro nas costas no dia 21 de setembro deste ano.

De acordo com o juiz da Primeira Vara Criminal do município, André Dadalto, o assassino não aceitava o relacionamento das duas.

+ Vítima de Campo de Concentração na Chechênia fala com a imprensa

Meiryhellen Bandeira, de 28 anos, e Emilly Martins Pereira, de 21, estavam de moto quando foram atingidas por tiros.

O caso corre em segredo de justiça, por essa razão há poucos detalhes sobre o assassinato. Nem o nome do acusado foi divulgado.

+ Ministro do STF defende que sangue de gays precisa de testagem diferente

Segundo informações do G1, o homem se apresentou espontaneamente à Polícia Civil. Ele alegou que não conhecia as duas e as matou por conta de uma discussão.

“Eu acredito que ele estava vigiando a minha filha. Espero que ele vá a júri popular”, defendeu a mãe de Emilly, Márcia Maria Vaz Martins.

Sobre o Autor

Renan Oliveira
Renan Oliveira
Renan um é jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.

Comentários