Gay expulsa cristãos homofóbicos de cafeteria

O vídeo de um gay expulsando um grupo de cristãos homofóbicos de uma cafeteria da qual ele é dono está gerando uma enorme repercussão.

Sete pessoas são presas no Egito por causa de Bandeira LGBT

Alguns religiosos estão acusando Ben Borgman de intolerância religiosa, já que nas imagens ele aparece bastante exaltado com os clientes.

O que muitos estão omitindo é a razão pela qual Ben decidiu colocar para fora os membros do grupo “A Décima Marca”.

“Gays são opressores”

O grupo estava com folhetos homofóbicos. Neles era possível ver mãos com as cores da bandeira LGBT sangrando em cima de um feto.

+ Júri reconhece culpa, mas coloca em liberdade assassino de travesti

“Essa é a verdadeira pessoa oprimida nessa nossa cultura da morte”, diz o texto do folheto.

“Vocês não são bem vindos”

O vídeo foi feito por um dos cristãos homofóbicos. Nele, Ben aparece segurando o folheto e dizendo que o grupo precisa sair.

Eles tentam argumentar com Ben, mas o dono da cafeteria está extremamente nervoso com o que acabou de ler.

“Se eu trouxesse meu namorado aqui e fodesse o rabo dele vocês tolerariam? Respondam a porra da minha pergunta”, diz ele.

“Saiam, todos vocês. E digam aos fodidos dos seus amigos que não apareçam aqui”.

Vamos orar por você

Uma das pessoas diz a Ben antes de sair que vai orar por ele e a resposta é “bem, eu gosto de bundas e acho que não serei salvo disso”.

+ Pastor que estuprou lésbica é liberado pela justiça

Ele também diz que não é obrigado a tolerar pessoas que concordam o cartaz na cafeteria dele.

Assista:

Sobre o Autor

Renan Oliveira
Renan Oliveira
Renan um é jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.

Comentários