Violet Chachki diz ter sido expulsa de clube de sexo por ser muito feminina

Violet Chachki usou as redes sociais para contar que foi expulsa de clube de sexo por ser muito feminina.

Ela acusa o clube francês Le Depot de transfobia e diz que foi fisicamente arrastada para fora.

“Eu não estava montada, mas estava usando maquiagem. Conheci alguém lá que também usava maquiagem, mas tinha obviamente um corpo masculino e era muito feminino”, contou ao Hornet.

Willam Belli justifica comentário transfóbico

“Nós tentamos ir para o andar debaixo, para a parte onde tinha sexo quando cerca de 4 caras nos agarraram e nos arrastaram para fora do clube”, concluiu.

Clube nega que a expulsão tenha sido por transfobia

Depois de uma enxurrada de críticas e negativações nas redes sociais, o Le Depot resolveu responder as acusações de Violet.

Através do Facebook, o clube disse que não foi por ser feminina, mas sim por não respeitar as regras do clube que a drag foi expulsa.

Proibido filmar

A longa postagem do clube no Facebook aponta a ataque feito pelos fãs de Violet e diz que a artista não se comportou gerando reclamações de clientes.

“Violet Chachki postou vídeos do Cruising Sex no Instagram, mesmo sabendo que isso é expressamente proibido e sendo lembrada disso por diversas vezes”.

Confira a nota em inglês:

Sobre o Autor

Renan Oliveira
Renan Oliveira
Renan um é jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.

Comentários