Loja Russa não contrata gay afeminado com medo de “promover homossexualidade”

21
views

Uma empresa russa reprovou um homem no processo seletivo para uma vaga de vendedor de uma loja de nutrientes por ele ser afeminado. Eles se basearam na lei do país que proíbe a promoção homossexual.

+ Supermercado russo proíbe entrada de homossexuais

Eduard Zavyalov, morador da cidade de Omsk está processando a loja por discriminação. Ele foi descartado durante o processo seletivo por causa de seus “maneirismos comportamentais (inflexões e gestos de fala feminina), bem como a aparência externa (roupas de provocação excessivas e roupas provocativas)”.

A lei russa que proíbe “propaganda de relações sexuais não-tradicionais” para menores de idade foi aprovada em 2013 e também proíbe os russo de compartilhar “idéias distorcidas sobre o valor social igual das relações sexuais tradicionais e não tradicionais”.

Comentários

Renan Oliveira
Renan é um jornalista de humor ácido (é bem ruim pela manhã) que acredita que informação é uma das armas mais poderosas contra a LGBTfobia.
COMPARTILHAR